...devoção à Pachamama

...devoção à Pachamama

Seja bem vindo!!!!

A esta tentativa da humanidade sensível de criar uma comunidade espiritual, solidária e leve...com devoção à Vida, a esta existência como bandeira e a consciência grupal como exercício, seguindo nosso coração como guia...tentando, tentando viver em amor e liberdade.


Lucidor Flores

quinta-feira, 25 de janeiro de 2007

Haikus














Río detenido
frente al mar
se han posado dos orillas.


Entre la niebla
viaja una ola
que nadie ve.

quarta-feira, 17 de janeiro de 2007

Agradecido


Que distintas seriam nossas atitudes e nossas açoes se lembrassemos a cada instante que somos seres extraordinários com uma experiencia corporal transitória que jamais volta a repetir-se.....e que por tanto o fato de estarmos vivos e termos poder para atuar é uma oportunidade que de tao maravilhosa merece ser honrada e agradecida em cada segundo com cada uma das coisas que conformam nosso viver....porque a morte ao fim e ao cabo está sempre espreitando-nos..., sussurrando ao ouvido, vigiando e ......que poderá pensar a muerte de nossa pálida indiferença!!!

terça-feira, 16 de janeiro de 2007

DOAR-SE



Nossa conciência irradia amor, e seu gozo é doar-se, dar........... Na lição de dar, compreende-se e alegremente descobre-se que neste ato de desprendimento está implícita a ação de receber....... é dando que se recebe........ a simplicidade de confiar no sussurro do coração que fala, dá....... dá....... desprende-te até que doa......, abrindo mão de nosso egoísmo , abrindo o peito , os braços, tudo........ Se nos abrimos a este simples e confiante ato, descobriremos a magia profunda da vida, que nos enche de atenções e abundância..... Dar........ dar.......... essa é a simples dança do coração, dar, agradecer....abrir-se......... receber..........que mais .......

sexta-feira, 12 de janeiro de 2007

VIAJAR


Todos os caminhos tem um final e assim, todas as viagens que faças por eles terminarão algum dia...... Encontra o universo dentro de ti e poderás viajar para sempre............

segunda-feira, 8 de janeiro de 2007

Espiritualizar nossa família e desfrutar da espiritualidade em nossa família estendida.



Espiritualizar nossa família e desfrutar da espiritualidade em nossa família estendida.Em certo momento de sua vida, Jesus, nosso grande mestre, estava com seus discípulos e chegou um discípulo e lhe disse mestre tua mãe e teu irmão estão te buscando e ele respondeu, enxergue a meus pais e meus irmãos e mostrou aos discípulos, esta é minha família, os que fazem a vontade do Pai que está no céu, esses são meus irmãos e minha mãe.Sempre meditei nesta frase, tentando aprofundar em seu significado, com certeza se refere ao mistério da família, nós temos duas famílias, a família onde está nosso sangue e a família espiritual, e nem sempre coincidem as relações mais profundas com as de sangue, muitas vezes se está mais profundamente ligado com a família espiritual que com a família kármica, as relações baseadas em interesses egóicos não duram para sempre, e são sofridas, pois os interesses egóicos se acabam, o ego, a superficialidade muda todo o tempo, quantos amores eternos presenciou Mama Quilla, a lua, e sorridente enxerga em silêncio quão pouco duram as promessas de amor eterno entre os amantes, mas nesta outra família, que compartilha com você sua natureza divina, o estável, o inalterável, a alma, estes vínculos sim estão baseados na alma, nada pode destruí-los.

Nossa família, o AYLLU, com suas mães, dona Amanda e Don Miguel, nossos abuelitos, Mama Ifi e Isoldita como nossas mamas nutritivas, e as mamitas jovens, Diana Ma e Evita Ma, são canais da Mãe Divina, que é uma síntese superadora de todas as mães que tivemos em todas nossas vidas. Nesta família compartilhamos o anelo pela Divindade, nossa aspiração a melhorar nosso caráter, nossos hábitos, e um amor à Vida, e sua expressão, Pachamama, um cuidado com esta expressão, com toda expressão em todos os reinos. Nesta família você se dá conta quanto desenvolveste suas virtudes, na medida que você se doa mais e mais, você percebe sua conexão com a Vida, a Vida não se mostra ao que não se mostra, a Divina Mãe não se apresenta ao egoísta, ao autocentrado, pensando e agindo todo o tempo para acrescentar sua influência material, seu poder, o seu centro, quando se sai do centro, quando se deixa de ruminar sua vida, se encontra com a VIDA, e esta nos mostra ao mundo e suas necessidades, se deixa de viver somente para si mesmo, e se começa o caminho de volta ao lar.

No nosso Ayllu aprendemos valiosas lições internas e grupais, e isto nos faz melhores seres humanos, isto muda a vibração pessoal, e isto influi em nossas famílias karmicas, é impossível mudar a família se nós não mudamos, esta espiritualização é vital para todos nós, pois com uma família em contra é muito difícil avançar, com uma família te tentando com novas aquisições, com mais dor, uma família cobrando-te e cobrando-te é muito difícil estar pleno. Então, nosso Ayllu é um jardim de seres humanos, para ajudar a melhorar as pessoas, assim, se pode modificar seu o caráter, seus hábitos, sua vibração, a sua família começa a vibrar diferente e esta é a mudança profunda, em meu caso, quando eu era muito jovem, meu pai queimava os meus livros espirituais e também me castigava por ir as reuniões de meditação e eu persistia, e tentava ser o mais devoto dos discípulos e certa vez ele me colocou contra a parede e me pediu aos gritos que escolhera entre ele e o grupo, e eu percebi nisso a mão de Deus, e eu disse que renunciava a sua paternidade e que me assumia como filho do pai do céu e saí de casa. Eu tinha 17 anos e desde então fui liberado, graças à ira do meu pai aprendi de jovem valiosas lições, e com o passar do tempo e a persistência de meditar, orar, viver a espiritualidade andina em minha vida e na família que eu formei, os hábitos do velho cacique mudaram e hoje e já há muitos anos é um homem profundamente espiritual, usa sua chacana fielmente, medita, faz suas orações, etc...e lê livros que ele mesmo queimava de jovem.

Esta mudança é importante, é um dos desafios de nossa vida, não é impossível, nosso Ayllu é um dínamo que magnetiza eua vida, que carrega suas espirituais, para elevar sua vibração, para modificar sua mente, e abrir seu coração, para que ao mudar pessoalmente você influencie na sua família e esta mude. Acho que este presente é o melhor que podemos fazer como filhos agradecidos a nossos pais e irmãos. Não deixe de fazer a kriya do teu clã, não deixe de participar de participar nos seus clãs, às vezes enxergo que poucos participam e peço a Divina Pachamama que os inspire para abrir-se e participar, pois é abrindo-se que se modifica a freqüência, se está no Ayllu e está fechado, não participa, é como as pedras que estão no rio e estão duras, rígidas, fechadas, são impermeáveis e mesmo depois de anos em contato com a água se você as quebra estão secas por dentro, são impermeáveis.

Tens aqui o amor grupal em quantidades homéricas para dar, somente preciso que você se abra, participe, seja cúmplice de seu clã, compartilhe com eles sua vida, seus sonhos, suas desgraças, que se relacione com sua comadre, com seu anjo do clã, e com o divino Ariel, nosso arcanjo do Ayllu, e irradie cada meio-dia, recebendo o carinho imenso que os mestres, Deus, a Vida, está derramando como um rio poderoso, gigante, nesse Ayllu. Esta mudança individual, grupal, levará a percepção mais importante que é e tem sido meu alvo ao criar o Ayllu, que vocês percebam a família humana, a família de toda a existência, quando você enxergue a Divina Pachamama, a essência amorosa em tudo, em cada ser humano, em cada cachorro, em cada erva, você estará aonde sua alma espera, ali se encontrará com o mistério do amor e da liberdade. Somos uma só família e Pachamama, Nossa Senhora é nossa Mãe Divina e Inti é nosso Pai Divino, somos irmãos, todos, todos os seres vivos, e a divina graça está em todos.

Com amor os irradio meus irmãos,

Lucidor

domingo, 7 de janeiro de 2007

25 famílias beneficiadas pela ONG Pachamama


No final do ano, um grupo da cidade de Pelotas, associado da Ong, entregou uma sacola contendo alimentos para cada uma das 25 famílias que vivem em muito precárias condições, próximo ao início da Av . Bento Gonçaves, à beira do canal. Foram dados também roupas e brinquedos. As doações foram realizadas em sua maioria pelos associados. As famílias foram previamente cadastradas e as sacolas preparadas de acordo com a composição de cada uma delas.Os pais que tem filhos em idade escolar se comprometeram a mantê-los na escola.Esta ação é o prenúncio de um projeto que planejamos se torne permanente e ampliado para dar melhores condições àquela comunidade.

quinta-feira, 4 de janeiro de 2007

ACAO DA ONG PACHAMAMA COM CRIANCAS


A ONG em parceria com outras pessoas realizou uma festa de Natal para 36 crianças carentes, houve almoço, jogo de futebol, cuidados com as meninas, como corte de cabelo, e a distribuição de presentes com a presença do Papai Noel, um dos integrantes da Ong, Odin Sandoval que encarnou o próprio velhinho, emocionando as crianças. O sorriso destas duas meninas é o ayni que precisamos para continuar a atuar.