...devoção à Pachamama

...devoção à Pachamama

Seja bem vindo!!!!

A esta tentativa da humanidade sensível de criar uma comunidade espiritual, solidária e leve...com devoção à Vida, a esta existência como bandeira e a consciência grupal como exercício, seguindo nosso coração como guia...tentando, tentando viver em amor e liberdade.


Lucidor Flores

quinta-feira, 31 de julho de 2008

1° de agosto, dia de PACHAMAMA



Queridos companheiros!

O dia 1º de agosto é em nossa porção de Pachamama, muito amado, pois da antiga e silenciosa memória ancestral nos chega um chamado a celebrar oferendas de gratidão e amor a Pachamama – nossa existência sagrada, a que nos dá o alento, a consciência e a sensibilidade, a percepção e as qualidades com que viemos a este belíssimo planeta. É ela, nossa Mãe Divina, a que neste dia é honrada em todas as comunidades camponesas de Ushuaia até a Venezuela, em toda América Latina. Queridos companheiros, hoje, mais do que nunca é o tempo de Pachamama; ela é a preocupação de todos nós, pois temos sido filhos ingratos – não temos cuidado dela, não temos cumprido nossa missão de homens livres, de converter nosso coração e este planeta em um jardim.

Ah, amados companheiros, leiam com o coração. Hoje é o tempo de devolver à vida tudo o que ela fez por nossos avós, pela linhagem e pelo que ainda fará por nossos netos e linhagens do futuro e sermos gratos pelo que ela nos faz neste agora - no dá alimentos, saúde e consciência e nos permite escolher os caminhos da vida. Ah, queridos companheiros, Pachamama abençoa cada um de nossos dias com o alento e sorri, generosa àquele que não compreende o presente desta existência, que não valoriza tudo o que nos é dado e não compreenderá a inalterável vocação de primavera que é nossa Pachamama.

Amados, amanhã, por favor, comece seu dia respirando gratidão, banhe-se cedo e sente-se para inalar o amor de Pachamama e exale sua gratidão por este amor. Assim, venerando este ser material que cuida de nós e de todas as criaturas, diz: Mãe Pachamama, obrigado.

Durante o dia, se quiser seguir o ritual ancestral limpe sua casa com defumadores, incensos, vegetais, ervas e depois dê de comer a Pachamama, à tardinha, com uma oferenda que tenha doces, salgados e sobretudo seu amor e gratidão à dona da vida, àquela amada mãe que amassa estrelas de lama para iluminar os homens de sonhos; àquela que nos dá o milagre da existência, que suspira quando o ar é suave, que chora com o choro mudo e fresco dos pedregais; a que busca no silêncio dos ranchos latino americanos as frentes entristecidas e os olhos pequenos, fechados, nem tanto pelo sono, mas pela fadiga de andar, de sofrer, de esperar justiça, oportunidades...

Amanhã, pede pelos pobres, pelos que não têm trabalho, pelos que sofrem que choram nos presídios, nas favelas, nas ricas mansões – choram sua solidão; amanhã dá de beber também sua chichita e sua coca – como aqui no Brasil não temos esta bebida de milho e sua folhinha preferida, podemos dar-lhe erva-mate de nossa cuya, ou dar-lhe café ou chá para beber; dá-lhe cachaça e bebe também. Sim, bebe junto com a Mãe Divina e canta suas canções devocionais – desfruta dessa devoção andina que nos chega dos vales mais profundos dos Andes, ali onde o Inka espera sua Pachakuti para sair e regenerar a vida.

Em um velho povoado andino da puna Argentina, escute para o primeiro de agosto, de um velho runa, cantar golpeando seu tambor ou bombo andino: Pachamama santa terra, não me comas, ainda sou jovem e posso deixar semente..

Assim, peçamos a Pachamama um ano bom, como este velho pedia, um tempo de vida para semear, para que possamos ajudar Pachamama a semear os corações e ajudar-nos, bem como ajudar para que Pachamama dance no jardim do coração de muitos irmãos no Brasil e no mundo...

LUCIDOR FLORES


Filho de Pachamama e Tayta Inti

terça-feira, 29 de julho de 2008

Vamos experimentar UM GRANDE AMOR?

terça-feira, 22 de julho de 2008

Desfruta....

...da viagem de ser aspirante, todos já fomos aspirantes e ainda somos...... às vezes o cansaço me toma, mas quando isso acontece me lembro de vocês, de trazer alegria a alguém hoje, de trazer inspiração e, então, meu coração fala com melodiosa voz: Vamos adiante!!!
Sabem amados aspirantes, encontrei isso tão maravilhoso, o que chamo Mística Andina, família sagrada, irmandade do arco-íris, e estou compartilhando desde que era jovem, de muitas formas, tenho uma paciência infinita, mas tu tens essa paciência? podes te dar ao luxo de perder dias, semanas, meses no sono infantil de dominar a vida? A Mística Andina te oferece algo que é precioso, algo infinitamente valioso, é uma porta para experimentar o importante, o AMOR, intenta reter na tua mente esta importância de AMAR, o importante é fácil de esquecer, por isso é importante escutar o mestre, pois o mestre te lembrará uma e outra vez o importante... assim, são três pilares: escutar, participar e praticar... nós esquecemos que somos seres humanos.......que viemos para aprender, para escutar, para praticar e compartilhar, participando do AMOR... disto se trata o conhecimento supremo, de amar queridos....do que te enches de orgulho?? de que está ordenada tua economia, de que és muito rápido na internet, de que estás enamorando bastante???? somos vulneráveis, muito vulneráveis, e em processo, e em movimento constante, assim, é importante escutar, praticar e participar, desfrutando de ser aspirante... abre teu coração ao mestre, deixa que este te toque, permite que a tua vida se abra ao mistério de estar vivo!!!! Abre-te como uma flor, deixa já a confusão e diz para a tua mente, estou na Mística Andina para aprender a amar e ser amado, mas participa, abre-te, escuta, pratica.... e se estás com problemas, pede ajuda, estamos prontos para dar-te energia amorosa, ajuda, carinho, colo, e orientação, para desfrutar mais e mais, e um dia compreenderás, que esta dança com a Mística, é o que te ajuda a compreender o valioso, o milagroso, que é viver!!
Lucidor Flores

sábado, 19 de julho de 2008

Mística Andina e a Prática Milenar dos 21 dias


Um grande amor

O milagre maior nos foi dado para que experimentemos dele, em abundância, o milagre de ser e amar...

A Mística Andina é um movimento que ensina a seus membros e amigos a comunicar-se intimamente com Pachamama, a mãe terra, com essa existência maravilhosa e sábia que é uma mãe compassiva e dadivosa, que nos deu a vida, mas nos deu a maior possibilidade, a de viver UM GRANDE AMOR!!!

Os “21 dias” são uma prática que os místicos andinos sustentam há milhares de anos, sabendo que a consciência necessita de que seu relicário esteja livre de condicionamentos, toxinas e ilusões. Trata-se de uma prática de desintoxicação física por meio de cuidados alimentares, exercícios físicos e respiratórios aliada a práticas energéticas para purificação de padrões emocionais e mentais viciosos que levam a depressão,tristeza e insatisfação...

A prática, que está na 11ª edição, acontecendo duas vezes por ano, é inspirada por Gerardo Bastos, guia espiritual do Movimento Mística Andina, e tem por objetivo levar o Ser a reencontrar seus valores mais profundos pela liberação de toxinas, ilusões e condicionamentos, acessando assim uma vida mais plena junto a Natureza e aos outros seres.

Na próxima prática que se inicia em 1º de setembro, trabalharemos tirando a erva má, que circunda a nossa alma, para experimentar o amor abundante que temos para dar e receber e é uma possibilidade certa nesta existência...Nesta ocasião abordaremos a base de nossa existência e a essência mais bela de nossa alma, O AMOR, e intentaremos ajudar-te a experimentar em tua vida cotidiana essa vivência de UM GRANDE AMOR...

Ao longo de nossa existência experimentamos namoros de todos os tipos, é hora de aprofundarmos decididamente nessa área, curando-a e fazendo expandir a flor da consciência para assim vivenciar um intenso e profundo amor vivo que nos deixe cheios de plenitude e da presença viva do amor...

Esse exercício vem em um livrinho com todos os passos mostrados e detalhados, com orientações gerais que permeiam toda a prática, como respiração, caminhada, sexualidade, nutrição, energia, devoção, etc... e orientações específicas para cada um dos 21 dias, e, como um presentinho, um cd com música para que vivencies no dia a dia, o milagre do amor! E cada pessoa pode fazer a pratica em seu dia-a-dia, em sua casa, a partir das orientações recebidas.

A prática também é acompanhada por um sucinto relatório semanal. Nos locais onde contamos com vários participantes, também há encontros semanais para compartilhar e celebrar.

Ao final realizaremos um grande encontro para congregar todos os luminosos praticantes.

Experimenta viver UM GRANDE AMOR!


Mais informações
: www.misticaandina.com.br

segunda-feira, 7 de julho de 2008

CONVITE PARA 11ª EDIÇÃO DOS 21 DIAS


“UM GRANDE AMOR”

O milagre maior nos foi dado para que experimentemos dele, em abundância, o milagre de ser e amar...

Sabes, a Mística Andina é um movimento que ensina a seus membros e amigos a comunicar-se intimamente com Pachamama... com essa existência maravilhosa e sábia que é uma mãe compassiva e dadivosa, que nos deu a vida, mas nos deu a maior possibilidade, a de viver um grande amor!

Os 21 dias são uma prática que sustentamos, os místicos andinos, há milhares de anos, sabendo que a consciência necessita de que seu relicário esteja livre de condicionamentos, toxinas e ilusões, assim nestes próximos 21 dias, trabalharemos tirando a erva má, que circunda a nossa alma, para experimentar esse abundante amor que temos para dar e receber e que é uma possibilidade certa nesta existência...

Ao longo de nossa existência experimentamos namoros de todos os tipos, é hora de aprofundarmos decididamente nesta área, curando-a e fazendo expandir a flor da consciência para assim vivenciar um intenso e profundo amor vivo... que nos deixe cheios de plenitude e da presença viva do amor...

Durante muitos anos, o Movimento Mística Andina no Brasil leva adiante um exercício bianual de 21 dias, com diferentes temas e propostas. Nesta ocasião abordaremos a base de nossa existência e a essência mais bela de nossa alma, O AMOR, e intentaremos ajudar-te a experimentar em tua vida cotidiana essa vivência de UM GRANDE AMOR... esse exercício vem em um livrinho com todos os passos mostrados e detalhados e um cd de presente com músicas para que vivencies no dia a dia, o milagre do amor!!!

No amor vivo neste momento e seu alento de flama me consome e anima!

Lucidor Flores

terça-feira, 1 de julho de 2008

Sagradas parcerias..........




No domingo 29, a Mística Andina foi gentilmente convidada pelo grupo cara de palco a fazer uma parceria, e na última apresentação de Júlia e as memórias do futuro, dar um sat sang sobre o femenino e o sagrado.......já havia assistido duas vezes a obra Júlia, mas desta vez, não sei......quiça levado pela sensibilidade forte que ficou em mim do Inti Raymi, além de que Lucina deu uma profundeza incrível a esta notável obra..........que nos leva a visitar as memórias de Júlia, e a confecção espiritual de um vitrô com retalhos de suas vivências desde pequena inocente e sapeca até sua velhice e sabedoria.........resgato desta apresentação, a beleza do teatro com uma altíssima energia, a fluidez de nossa artista e sua intensa emoção ao atuar, a iluminação e o bom trabalho de divulgação, bah... Lucina esteve magnífica, logo gentilmente Lucina convidou a que este uaiki dê um sat sang e ali fui, vestido de "civil" jajajjajaj, sim, escolhi uma irreverência sagrada , ir vestido de gerardo.......e foi bom, o sat sang foi leve, profundo e fluiu a clareza de uma volta aos valores e códigos femeninos....e as sagradas mulheres de minha vida foram convocadas a cenário, ma Zulema, Jazmincita minha filha, Isolda, as mulheres que amei, as amigas amadas da mística andina, ali em meu coração, estavam vocês todas, sendo veneradas por sua essência femenina................
E ao final, cantou carlinhos, aquela música de roberto carlos sobre a Mãe Divina......e a emoção pode mais que o controle, que é fraco............jajajaj e a emoção fluiu como um manto de suave luz, levando todas as opiniões, observações, e pensamentos tensos, e junto com as lágrimas voltou a inocência e euforia, a autografar os livros.......e comer umas comidinhas riquísimas que Vilma havia colocado para degustação................bah....maravilhoso...........
Ficou em meu coração uaikis queridos o esforço da tribo de Belo Horizonte, liderados por Kahunna e o kuraca Don Juan Urso....................assim, compreendi uma nova lição do Ser...........parcerias, cooperatividade, envolver-se euforicamente em uniões diferentes.........criar redes de colaboração entre todos os níveis de libertos e homens e mulheres de boa vontade..............
Assim, a nova era, da que nós uaikis amados, somos parceiros de nascimento, é um encontro, a arte de encontrar-se e dançar juntos a música de algum sonho luminoso...........
Este sonho recebido por Lucina, foi vibrante, luminoso, e por uns instantes fomos um pilar de luz vibrante na Pachamama.......e seguimos sendo agora.............a capacidade de plasmar, dar nascimento a sonhos grupais, é a tarefa do futuro...........em qualquer área e atividade, estas parcerias em sonhos grupais, fazem com que o coração do discípulo fique encantado e grato por haver participado de um sonho luminoso de Pachamama.....obrigado aos que foram, obrigado aos que colaboraram e minha reverência aos que acreditaram no poder espiritual e surfaram com coragem para plasmar esta maravilha! Benditos sejam todos os que estam ativos e compassivos!!!
Lucidor Flores