...devoção à Pachamama

...devoção à Pachamama

Seja bem vindo!!!!

A esta tentativa da humanidade sensível de criar uma comunidade espiritual, solidária e leve...com devoção à Vida, a esta existência como bandeira e a consciência grupal como exercício, seguindo nosso coração como guia...tentando, tentando viver em amor e liberdade.


Lucidor Flores

domingo, 16 de junho de 2013

El cheiro del corazón pulsante...

Hay una musica con um cheiro, chegando, e tocando esa parte dentro de ti, que sabes, adora danzar!
O cheiro a casita, a voltar a la casa, toca esa parte tua de celebrar, danzando e uniendo as dualidades que te facen sufrir.......
Essas dualidades que te han feito perder vida, amado, vida... e el viento que chegou con tanto amor e convite e no danzamos, sino, hemos fixado posição e assim, o deus das razones se engordou con nossa ofrenda inconsciente e rígida.....
Amados, amaditos, comienzo a sentir estes 21 dias, con o corazon con cheiro a rosas e aromitos, essa árvore misteriosa e inocente dos montes, con o aroma da humilde victoria sobre as dualidades escribo e me filtro suavemente nos agoras de muitas consciências convidandolas a danzar....
Cuando chegas a esta casita que baila, a mística, tu corazon es tocado pela mão de ternura do maestro, e assim te entusiasmas e te abres a una nova esperanza.....
Esta casita ten musica, cheiro e convida a bailar, e a aliviar o cansado corazón.....
Dentro de ti, de mim, da vida vibrante de cada ser, hay un centro sin centro...onde espera con ânsia, esse sercito que só quer danzar e cantar e celebrar.......a este indiecito, gotinha de água sagrada estou convidando al bailongo da vida.....
Sim, esta casita en que vibramos palavras como mística andina, comunidade camponesa, nación pachamama, inty raymi, uaiki, revolucion, adelante, discípulo, palavras antigas e belas....que como grandes mães cósmicas, levan dentro de si o convite a danzar e as antigas músicas dos ancestrais, dos avós que convidan a danzar ao som do tambor, con a luz das estrelas.....con o animo de un guerreiro que sabe que ainda morra, dará una danza bela e impecável nesta vida emprestada...
Anda, en este dia, sonando a musica amada das quenas e tambores, en estes morros onde andou o homem celta, o mismo homem andino, e que hoje, me espreita detrás das arvores, detrás das rochas, antigas e bailarinas lentas....
Hay un cheiro chegando desde todos os seres.....el del indiecito gotinha sagrada, que pede ajudenme a sair a danzar, a celebrar, estar na casita que baila, Nación Pachamama.......
Tein mi mão, a possibilidade de mostrarte o beso sutil dos agoras?
Tengo a sensibilidade suficiente, para escribir un librito devocional, que te incite a praticar estar consciente, e aberto, espontâneo e sóbrio, para dar espacio en ti, en nos a la danza?????
Será, será....que a musica, o canto dos antigos abuelos araucanos, chegará límpido e instigante a tu consciência para que saltes de tus posiciones, sejan quais sejan, e unas a todo en una ultima danza antes do voo?
De todos os raios de Inti, nos chega un convite cheiroso, pleno de inocência e juventude, como un beso da primavera.......ven ven dancemos en esta casita que baila.......
lucidor